Produtores caseiros não querem suas cervejas sem rótulo

Produzir cerveja em casa tornou-se um hobby prazeroso, uma forma de beber cervejas de diversos estilos a um custo inferior e para alguns até um complemento da renda, já que vendem parte de sua produção para amigos e familiares. Mas mesmo quando é para consumo próprio o cervejeiro caseiro não quer mais ver suas garrafas sem rótulo e não é porque é caseiro que a apresentação de suas garrafas será amadora, afinal ele busca produzir cervejas de qualidade e essa qualidade deve estar estampada também do lado de fora das garrafas, buscando um design de qualidade que seja exclusivo e mostre a personalidade que suas cervejas tem.

 

 

Rótulos BEER Comunicação e Design (Fábio Guimarães) para cervejarias caseiras

 

Hoje existem vários designers se voltando para o segmento cervejeiro, alguns tentando uma “carona” no crescimento da cerveja artesanal brasileira e sobretudo nos homebrewers. Cada um com sua “bagagem” oferecendo preço, processo criativo e qualidade diferentes. Uma dica para você que está querendo criar um rótulo para as suas cervejas é avaliar criteriosamente o portfólio de cada profissional, comparar seus trabalhos para se certificar de que suas artes atendem diversos conceitos, estilos e linguagens, não sendo semelhantes umas as outras sem transmitir a exclusividade que sua marca pede. Diga que gostaria de responder um briefing antes de contratar o serviço, converse sobre conceituação e peça sugestões dentro daquilo que pretende, pergunte sobre o que mais oferece além da criação do rótulo (mockups, anúncios para mídias digitais, etc). Assim você poderá ter uma melhor avaliação sobre cada profissional, avaliar o melhor custo-benefício e se decidir melhor.

 

Rótulos BEER Comunicação e Design (Fábio Guimarães) para cervejarias caseiras

 

Conhecer bem o produto é outro diferencial do designer, ele saberá indicar uma cor mais apropriada para determinada cerveja, conhecerá os estilos e suas escolas, saberá direcionar a apresentação a quem se quer atingir mesmo que as cervejas não sejam destinadas ao mercado formal e conversará com o cervejeiro no mesmo “idioma”, sem ficar perguntando o que é IBU, OG ou SRM. Outra dica interessante, mesmo sendo você um produtor caseiro, é seguir as especificações do MAPA e Inmetro, além de dar o aspecto profissional ao produto, o que indica seriedade e respeito para com aqueles que beberão suja cerveja, já ficam praticamente prontos caso haja a oportunidade de uma produção cigana. Nesse caso as alterações serão mínimas, será preciso apenas incluir número de registro e dados comerciais, o que significa um custo inferior nesse serviço. Um designer qualificado no segmento saberá incluir as informações exigidas e da forma como devem aparecer no rótulo.

Noticias Relacionadas

Comentários

Comentários

Fábio Guimarães on FacebookFábio Guimarães on Instagram
Fábio Guimarães
- Designer gráfico, fotógrafo e cervejeiro caseiro. Criou a marca BEER Comunicação e Design e desde 2010 vem atuando para o segmento das cervejas artesanais.
- Colaborador editorial deste Portal, escrevendo sobre design gráfico empregado no meio cervejeiro.

http://www.beercd.com.br

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme

Pin It on Pinterest